Alimentar a nossa frustação

Estava a surfar na net, e eis que encontro este testemunho:
“(…) mas a minha frustração interior, a minha insatisfação comigo, nunca a ultrapassei, e tenho perfeita consciência de que é a ela que eu alimento quando ponho todo o tipo de porcarias dentro da boca (…)”.

Dá que pensar, não dá?

Esta entrada foi publicada em Geral, Reflexões com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s